Essa é minha cidade. Essa é a NOSSA cidade.
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  

Compartilhe | 
 

 [Introdução]Início do Jogo

Ir em baixo 
AutorMensagem
Elyss
Lady Elyss
Lady Elyss
avatar

Mensagens : 510
Pontos : 21355
Data de inscrição : 21/10/2009
Idade : 21
Localização : Planeta do pudim planejando dominar o mundo, hoho~
Sobre mim : Le encosto do fórum, que está em todos os cantos.

Don't touch in Patchy-nee & Gin-chan, they're mine \õ/
Only mine >3


MensagemAssunto: [Introdução]Início do Jogo   Sex Abr 16, 2010 5:07 pm

É estranho como de um segundo para o outro nossa vida pode mudar drasticamente, seja por um acidente ou simplesmente por uma brincadeira infame do destino. Habilidades antes inúteis e vergonhosas agora se tornam vitais para a sobrevivência; trabalhar em grupo e cuidar um dos outros pode parecer a opção certa a se tomar, mas um risco mortal existe com essa opção.

O tempo não espera ninguém e muito menos tem piedade, fugir ou se apressar são as únicas opções existentes. Uma aventura que pode tanto mudar para sempre aqueles que a viveram ou dar um fim na vida dos mesmos.

Uma trama é organizada por trás de tudo e 7 jovens foram escolhidos para realizá-la no lugar de seus respectivos ”mestres”, por mais amigáveis que alguns possam parecer esse mundo ao mesmo tempo fantástico e mortífero pode apresentá-los à uma nova face dessas pessoas, revelando coisas sobre as quais jamais deveriam saber.


O novo jogo enfim começou!
Desafios sangrentos testarão suas capacidades, em especial: sua lealdade para com seus companheiros. Você daria a sua vida pela a da pessoa que está ao seu lado mesmo que a qualquer momento ela possa te matar?
--

Três vultos estavam sentados na gigantesca sala daquele castelo, ocultos pela sombra escura que sequer era desafiada pela luz trêmula e fraca que entrava pela majestosa janela.
Duas mulheres e um homem, a mais velha estava sentada de frente para a porta, como se estivesse o tempo todo observando o que poderia entrar por ela... ou sair.
A segunda mulher era a mais nova, sentava de frente para o homem com um sorriso cínico e debochado estampado no rosto, o qual não era retribuído.
O homem por sua vez estava sério, apoiando a cabeça em um braço, seus olhos amarelos brilhantes estavam frios e inexpressivos, como se estivessem questionando a própria decisão.
Nenhum deles se pronunciou durante um longo tempo, até que um barulho rompeu estrondosamente a sala. Todos continuaram quietos, como se nada tivesse acontecido, a única mudança fora a que o sorriso existente na face da segunda mulher somente se alargou.

- Eles chegaram – disse, enfim, a mais velha. Que se levantou logo em seguida e foi para a janela, a luz pareceu recuar com sua chegada mas não deixou de iluminar seus cabelos prateados e um dos seus olhos, revelando um azul brilhante e ao mesmo tempo cansado.
- Acha que vai... – começou o homem, ainda sentado mas agora fitando a mulher de cabelos brancos com um olhar quase que preocupado.
- Cale-se! – ela disse antes de dar a ele a chance de terminar a frase, olhando ele com repreensão e ao mesmo tempo medo. Ela desviou rapidamente o olhar para a porta, que permanecia fechada. – Você sabe o que pode acontecer se ele escutar isso – ela voltou a olhar o homem, agora mais aliviada e quase inexpressiva.
O homem somente assentiu e voltou a olhar a janela. A mais nova somente observou, com o sorriso no rosto e os dedos entrelaçados.
- Se depois de tudo o que já fizemos algum deus nos perdoar, rezem para ele para que isso dê certo – ela disse e saiu da janela, voltando a se sentar e a fitar a porta.

--
Os participantes acordaram em uma campina, completamente deserta. O céu límpido era algo realmente impressionante de se ver, sem uma única nuvem que ousasse interferir em sua beleza. Brisas quentes e gostosas eram quase que comuns ali, o que realmente não fazia sentido... Afinal, o lugar estava inteiramente coberto de neve!
Várias florestas coníferas se estendiam para todos os lados, sendo que para o Norte e Leste se era possível distinguir algumas menos cobertas de neve, mais verdes e convidativas.
7 adolescentes estavam ali, alguns já apresentavam sinais de que iam acordar depressa, enquanto outros ainda iriam dormir por algum tempo. Por mais quieto que o lugar poderia aparecer, nem tudo é o que parece. O silêncio e a paz escondiam um fato dos pequenos jovens: eram vigiados. Uma figura praticamente imperceptível os olhava com curiosidade e pena. Tal figura estava esperando todos acordarem para então finalmente poder aparecer.
Spoiler:
 


--
[OFF][Bem pessoas, o RPG enfim começou! Podem começar a postar, lembrando que não há limites entre o post de Mestre e Jogador, só não permito DoublePost.
Aconselho a começar a dizer o que estava fazendo até ser "sequestrado(a)" e chegar no jogo, boa sorte à todos.]
[/OFF]




Última edição por Suigintou~ em Dom Abr 18, 2010 3:31 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Istyar
Cute Human
Cute Human
avatar

Mensagens : 104
Pontos : 15808
Data de inscrição : 18/02/2010
Idade : 28
Localização : Over the hills and far away.
Sobre mim : Paranóica, fanática, Heróica, simbolica. :3



MensagemAssunto: Re: [Introdução]Início do Jogo   Sex Abr 16, 2010 9:53 pm



Era somente mais um comum e frio dia de neve em uma das vilas visitadas por ela e Haru. Sobre o grosso kimono azul - Petróleo, agora havia um casaco negro, exatamente como aqueles usados por pessoas que visitavam o deserto. Sua função era proteger das noites frias que sempre fazia por todo esse lugar.

Com o rosto coberto até o nariz, somente deixando a mostra os elétricos olhos azuis e algumas mechas de cabelo branco, parecia mais perigosa do que estava acostumada. A seu lado, repousando em sua bainha tranquilamente, estava seu salvador. Harumi quase podia ouvir a paz emitida pelo espirito da neve aprisionado naquela espada quando, em um estalo, percebeu que não tinham parado nem um segundo pra repousar.


De longe ela podia ver, no bosque atrás da vila - que ninguém entrava por mais algum rumor bobo - um grande carvalho antigo. Forte como um touro. Sorriu pra ninguém em especial, talvez de contentamento consigo mesma, enquanto se dirigia a arvore anciã. Com saltos ageis, passou pra um dos mais fortes galhos, se deitando ali e se espreguiçando como um gato negro em cima do telhado. Ateado a seu pescoço como um colar por uma corrente de ouro, estava um bonito relógio de bolso. A música doce que tocou quando o abriu a reconfortou, e caiu prum sono sem perturbações.

Ou era isso que ela pensava.

_________ x ___________

_Oe, acorda! Harumi! Deixa de ser preguiçosa! Oe, Harumi! Eu disse ACORDA!

Haru, não importava qual situação fosse submetido, era sempre barulhento. Sempre. Isso era o que se passava por sua mente antes de sentir a fria brisa da campina passar por seu rosto, e os gritos dele finalmente começarem a fazer todo sentido do mundo. A proteção amável da grande árvore anciã não existia mais. A vila ao redor não existia mais.

E assim como a garota de do livro que tinha visto uma vez, dormiu e parara em um lugar completamente diferente. Encarou a neve no local, que mesmo frio, parecia cálido com o sol brilhando acima deles. Toda aquela neve... Aquele frio.. lhe tansmitiam a sensação de estar em casa. Esperando manter o tom controlado - a surpresa ainda não passara completamente - resolveu responder um aflito - e barulhento - Haru.

_ Eu já vi, Haru. Pode calar a sua boca agora. - Resmungou, claramente não gostando de ver que tinha mais gente por ali. Especificamente, mais 6. Se fosse só ela acordando em um lugar desconhecido, não tinha problema. Isso acontecia quase todo santo dia. Era só seguir, como sempre. Mas toda aquela gente.. Estava cheirando a Trama. E ela não gostava nada, nada disso. _ Suponho que saiba onde raios estamos quase tanto quanto eu sei. Tsc. Vamos esperar um pouco e vermos o que iremos fazer.

O espirito concordou mentalmente com ela, e assim, se levantaram - com outro espreguiço estranho de gato preto no telhado - ajustando um pouco o casaco negro, pra um pouco debaixo da boca. Estava com sede. E - olhando pras toneladas de água acumuladas na forma de gelo a seus pés - resolveu vasculhar o local a fim de uma útil ponta afiada de gelo preso em uma árvore. Se não tivesse na campina, bem, paciência.

Dali era que ela não iria sair.


Última edição por Istyar em Qua Abr 21, 2010 8:33 am, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Holie Elric ~
Sweet Human
Sweet Human
avatar

Mensagens : 31
Pontos : 15452
Data de inscrição : 22/03/2010
Idade : 24
Localização : Central - Amestris

MensagemAssunto: Re: [Introdução]Início do Jogo   Sab Abr 17, 2010 8:48 pm



Uma semana. O preço pago por brigar no colégio.
Era uma manhã fresca de outono, Minna acabava de acordar, dolorida e com um band-aid no lado direito do rosto. Considerava esta a segunda pior semana de sua vida e, o pior de todas as coisas que lhe acontecera no dia anteior, foi levar uma bronca de seu pai! Tinha sorte por seus avós serem tão queridos e protetores, mas não queria proteção, sua semana seria um tédio, precisava de algo novo. Faria uma coisa que já há algum tempo não fazia: iria a loja de jogos comprar alguns para passar a semana. Ou quem sabe sua sorte mudasse, quem sabe algum e.t. de passagem resolvesse abduzir algum humano e ela própria seria a felizarda...
Mas acho que não, isso seria sorte demais.

Depois de tomar um bom café da manhã, vestiu sua roupa favorita - um shorts e uma camiseta que ganhou de presente de seu pai, pegou sua bolsa - contendo o mesmo de sempre: caderno e lápis, e dinheiro para os jogos. Mas não esqueceria o mais importante, em sua concepção, duas pulseiras "gêmeas" que pertenceram ao seu pai e a outra a sua falecida mãe, elas ficaram sob sua posse desde o seu décimo quinto aniversário. Colocou-as no pulso direito e saiu.

O dia estava realmente agradável, a semana não começara tão ruim quanto aparentava, seu clima favorito. Foi andando devagar, aproveitando o momento. Não sentia-se só, pássaros cantavam, voavam e puxavam ciscos para os ninhos. Pegou um caminho mais longo, iria pela praça, a última vez que passou lá foi para estudos, agora seria a passeio. Mas, uma vibração estranha parecia agitar as flores, o ar ficou sufocante de um segundo para o outro. Apressou o passo, agora já desejava estar na loja de jogos do que na praça. Algo... algo parecia estar lhe chamando... Parou de andar, o som e movimento desapareceram. Apoiou-se em uma árvore, desejava continuar andando, tropeçou em uma raiz e caiu, batendo o cabeça no chão, mas não sentiu dor, aquele "sono" era mais forte que ela.

~.~.~.~.~

Parecia ter dormido por séculos, estava tão bem descansada, lembrou de guardar isso como uma das melhores coisas que já sentira na vida. Mas só isso...
Levantou lentamente, atordoada.
Meu Deus! Só posso ter sido abduzida!

Sentou-se tonta, com dor de cabeça, demorou-se para "ajustar" os olhos, tudo era tão branco, pontos mais verdes ao fundo... Era uma floresta de coníferas, pelo menos era o que pareciam no momento, e a brisa a deixava refrescante. O chão era tão fofinho e... gelado... era neve! Muita neve! Alguns vestígios de galhos no local, a maioria já enterrada em meio aquela vastidão branca, mas alguns já passavam a derreter com os dourados e límpidos raios do sol. Inverno?
Estava com tanto frio, seu corpo amortecera, parecia que ao mais leve toque quebraria, a brisa que soprava "misturava-se" a sua dor de cabeça e febre, era uma sensação muito ruim. Levantou-se, cambaleando, mas caiu e afundou um pouco na neve. Mais uma tentativa e conseguiu.
Mas não estava sozinha...
Haviam várias pessoas, ainda deitadas. Dormindo ou Desmaiadas?
Afastou-se um pouco, subindo um pequeno morro, de lá pode ver um pouco do local, várias montanhas brancas se erguiam ao fundo, todas cobertas de neve. A brisa pareceu esfriar, cerrou os dentes e desceu.
Sentou-se próxima aquelas pessoas que dormiam, escorou-se em uma pequena elevação, estava fresca, então encostou sua testa ali, adormecendo novamente.


Última edição por Holie Elric ~ em Qua Abr 21, 2010 7:05 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Alyss
Royalty
Royalty
avatar

Mensagens : 103
Pontos : 16819
Data de inscrição : 31/12/2009
Idade : 22
Sobre mim : '-'

MensagemAssunto: Re: [Introdução]Início do Jogo   Sab Abr 17, 2010 10:38 pm


Estava nevando, e mesmo que Yami não pusesse ver nada além de auras e almas, ela sabia que o chão estava tão branco como nunca. Seu pés calçados afundavam-se naquela imensidão gélida, e ela apenas suspirou quando isso aconteceu pela décima vez. Passou ao lado de um vilarejo, abriu os olhos que antes estavam completamente fechados, encolhendo-se tentando se esconder atrás da alsa de sua bolsa, mesmo que isso fosse inútil.

Tinha medo do que as pessoas fossem pensar dela, afinal, nunca ninguém havia dito a ela que não era nenhum crime ser cega. A profundidade de seus olhos azuis parecia maior do que a de outros. Talvez essa fosse uma ótima forma para as pessoas perceberem seu "defeito". De qualquer forma, sentia-se insegura quanto a isso, e por isso tinha medo de envolver-se com outras pessoas.

Depois de alguns passos após o vilarejo, Yami, mesmo com a sua "super-audição" já não conseguia ouvir mais nada. Voltou a seu estado normal, tomou a ótima postura que sempre teve desde criança. Um som gentil e amigável aproximou-se da menina, pulando em um dos ombros dela. Yami direcionou sua cabeça como se estivesse fitando o gato que tinha um sino dourado preso ao pescoço.

- Kurogane. - disse ela, inespressiva. Teve como resposta só um ronrronar, em seguida, acariciou delicadamente a cabeça do felino.

Uma brisa gelada bateu em seu rosto, trazendo um delicioso perfume de flores consigo. Yami franziu o cenho.

- Flores? Nesta época do ano?

O gato miou algumas vezes, isso soou como um alerta, mas Yami começou a caminhar na direção de onde vinha o perfume. O vento havia parado de bater em seu rosto, isso significada que havia entrado em algum lugar "fechado", ainda sentia a macies da neve sobre os pés, mas ouvia o som de folhas. Uma floresta? O cheiro das flores havia se tornado ainda maior, ela ouviu o barulho das folhas e dos galhos das árvores, alguém estava alí. Como não havia percebido que estavam se aproximando? Seus "instintos" haviam acordado tão mal assim? Olhou para trás, as auras e vultos estavam mais fracas que o de costume. Sentiu-se tonta, e desmaiou.


------------------


Lhe faltava ar, sentia sua pele queimar de tanto frio, estava trêmula e fraca, lhe faltavam forças até mesmo para abrir os olhos. Sentiu uma enorme pressão sobre seu corpo, só daí ela percebeu que estava soterrada pela neve. E devido ao desespero, não querendo morrer sufocada muito menos queimada pela neve, usou suas últimas forças para sair da neve.

Estava tremendo muito, além de estar estremamente horrozirada. Quem, e por que havia feito isso com ela? O felino pulou novamente em seu ombro, sentiu-se mais tranquila por ter ao menos Kurogane por perto. Fitou algumas auras, eram pessoas jogadas naquela imensidão gélida. Ela suspirou cansada, e puxou a primeira pessoa que viu para o lado de uma árvore, uma das coisas mais quentes que haviam lá naquele momento. Yami surpreendeu-se com o fato de que a pessoa que arrastou, não tinha acordado. Estava dopada? Afinal, ninguém tinha o sono tão pesado assim, ou teria?



~Sankyu Sui-chan. <3
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
honoka25
Sweet Human
Sweet Human
avatar

Mensagens : 79
Pontos : 15888
Data de inscrição : 29/12/2009
Idade : 22
Localização : Garden of light

MensagemAssunto: Re: [Introdução]Início do Jogo   Seg Abr 19, 2010 2:44 pm



Avril vestia sua roupa de corrida matinal, antes de sair viu se o pai havia tomado os remédios, ele estava até melhor naquela manhã. Ela saiu levando uma bolsa que é claro continha sua harpa e sua coroa.

Ao sair correra no parque 3 voltas seguidas, o cornomêtro marcava 10 minutos ao todo. Parara para tomar uma água, estava muito cansada. Enquanto bebia água, pareceu que demorava para a sede se saciar. Era uma sede insaciavél. Sentiu a garganta queimar, não aguentária ja que parecia que a sede não iria acabar. Desmaiou.

Dormiu por longas horas. Não sentira o tempo passar, mas seu relógio interno a acordará. Avril abriu os olhos e pensou em ter morrido, em estar nos Campos de Ulisses. Mas ao despertar percebeu que estava viva e que encontrava-se numa campina de neve, onde as flores caíam com o vento. Era uma primavera misturada com inverno.

Abriu a bolsa que viera com ela e pegou sua coroa com forma de lua, a colocou sobre os cabelos. Então pegou a harpa também e passou a tocar algumas melodias de paz, que soavam por todas as colinas. Isso a pacifícava. Sentou-se ao encosto de uma arvóre esperando alguém. Ou simplismente aproveitando a paisagem.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Elyss
Lady Elyss
Lady Elyss
avatar

Mensagens : 510
Pontos : 21355
Data de inscrição : 21/10/2009
Idade : 21
Localização : Planeta do pudim planejando dominar o mundo, hoho~
Sobre mim : Le encosto do fórum, que está em todos os cantos.

Don't touch in Patchy-nee & Gin-chan, they're mine \õ/
Only mine >3


MensagemAssunto: Re: [Introdução]Início do Jogo   Ter Abr 20, 2010 8:20 pm



O vento soprava gentilmente no jardim, como uma carícia a todo ser vivo que repousava ali. Qualquer. Isso incluía Beatrice, que no momento lia um livro. Bem, não exatamente lia, mas sim observava desenhos. Não, ela não estava admirando-o como uma criança pequena, mas sim tentando... Tentando se lembrar. Ela virar as páginas com um pequeno sorriso no rosto, um dos raros momentos em que ela ficava no “encontro” de suas duas personalidades. Ao mesmo tempo em que estava calma e quieta, estava feliz.
Ela parou de ler e fechou o livro, seu olhar percorreu o jardim, o sorriso continuava em seu rosto. Aquele lugar lhe trazia uma calma, era estranho, mas reconfortante. Mais uma brisa, dessa vez mais fria, percorreu o jardim, levando consigo o odor das plantas ali. Era quase mágico sentir aquilo, era ao mesmo tempo tão gostosa e tão suave.
Beatrice apoiou a cabeça nas costas da mão, ela olhou para o livro que estava em seu colo, aquilo sim era muito, muito especial.

Ela se levantou e andou um pouco até chegar a um canteiro, onde se agachou e ficou admirando aquelas belas flores. Seus olhos percorreram cada uma delas e lá ficaram, encantados com aquela maravilhosa, porém frágil, beleza.
Outra brisa veio, Beatrice fechou os olhos para sentir o odor dar flores. Ela sentiu o vento acariciar seu rosto, era aconchegante, mas... Tinha algo errado. Nenhum odor veio, a brisa estava mais quente o que realmente não fazia sentido. Ela pensou em abrir os olhos mas de repente a escuridão tomou conta de tudo, logo, não faria diferença abrir ou não os olhos. Ela esperou e esperou até que a claridade retornasse, abriu os olhos devagar mas o susto foi inevitável. Era realmente muito, muito diferente.

---
Beatrice sentia frio, muito frio mesmo. Ela mal conseguia se mover, não sabia quanto tempo estava ali mas fora o bastante para fazer com que ela mal se movesse de tamanho frio. Seu último recurso foi fechar os olhos com força, desejando que aquilo acabasse logo, mas em vez disso só conseguiu ser puxada por alguma coisa. Seus olhos continuaram fechados, estava com medo. Quando finalmente parou de ser arrastada pela neve conseguiu reabrir os olhos, não era uma coisa que havia arrastado ela, mas sim alguém que no caso fora uma garota com lindos olhos azuis (Yami). A garota parara perto de uma árvore, provavelmente com o intuito de se aquecer, o que de fato fora inteligente.
Beatrice saiu da neve e tirou o excesso dos seus cabelos, quando terminou por fim se levantou e olhou para a garota. Seus olhos eram realmente muito bonitos. Beatrice se aproximou um pouco da garota e disse, calmamente:

- Obrigada – e ficou esperando a resposta da garota, com os braços atrás das costas.




Última edição por Suigintou~ em Sex Abr 23, 2010 2:17 pm, editado 3 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lutie
Sweet Human
Sweet Human
avatar

Mensagens : 72
Pontos : 15995
Data de inscrição : 24/10/2009
Idade : 21
Localização : Somewhere.

MensagemAssunto: Re: [Introdução]Início do Jogo   Qua Abr 21, 2010 12:42 am


Um profundo suspiro. Subir aquela escadaria medonha com qual objetivo? Murmurou uma praga e tornou a observar o sujeito no topo, sentado em gigantesco trono. Este, por sua vez, tinha os ombros retesados e os punhos fechados com força, de forma que assustava os mais fracos. Grunhia. Olhos esverdeados e desgarrados, que pousavam em norte, sul, leste e oeste. "Louco", talvez seria a melhor forma de chamá-lo.
O aposento em que se encontrava estava forrado com papel de parede comum. Este apresentava manchas de fungo em alguns lugares e algumas de suas tiras estavam descoladas, revelando um reboco amarelado.

A menina fixou ambos os olhos no chão, de forma a fitar os pés. Procurava, mentalmente, invocar a presença de algum conhecido íntimo, pois tanto suspense diante das escadas começou a incomodá-la.

Arregalou os olhos. Levantou a cabeça, que até então estivera baixa, dirigindo o olhar àquele indíviduo. Ele livrou-se da mobília que estivera sentado, e passou a observar os movimentos dela. Sorriu, agradável.

Sussurrou entre as sombras para que a morte a levasse junto daquele homem. Pisou com o pé direito sobre o chão empoeirado, e impulsionou-se para cima, subindo a escadaria infinita, tentando alcançar o sujeito. Fitava-o, estarrecida e surpresa. O homem a analisava, murmurando palavras sem sentido algum.

Ah, irritante escadaria infinita, porque você é a barreira que separa os vivos dos mortos? Porque tantos degraus para atingir o cume abençoado com a presença de um deus?
As lágrimas caiam, desencaminhadas. A garota balbuciava, com os olhos ocupados pelas lágrimas que a impediam de continuar seguindo o trajeto das escadas.

E o último degrau serviu de recurso para ela saltar nos braços abertos do rapaz. Ambos exclamavam coisas sem sentido, retendo o abraço. Quem estava presente temeu que a senhorita não sairia viva dali, com tal fúria ele a segurava. As lágrimas não cessavam, e os toques faziam o barulho das patas de animais selvagens.

- Por qual razão eu tive de esperar tanto? - resmungou a menina, livrando-se dos braços que antes envolviam-na - Por que você assombra o meu passado, meu presente, e possivelmente, assombrará meu futuro? - as lágrimas escorriam pela pele branca. Os olhos aturdidos com a imagem à sua frente pareciam distantes - Eu não descansarei em paz... - gemeu - Só queria ficar do seu lado para sempre... Você nunca me fez mal, Ryuu. Não guarde rancor de mim. - lamentou, esfregando o rosto nos braços do rapaz.

A voz agradável e masculina repercutiu pelo local.

- Por que traiu seu próprio coração, Myuuri-chan? - ele fez uma pausa, fitando a menina - Você merece a sua própria sorte. Afinal, matou a si mesma. - sussurrou, sorrindo.

A jovem o agarrou, aquecendo-se em seus braços. Depositou o olhar sobre o chão sujo.

- Ela poderia ter esperado até o inverno se encerrar - murmurou em tom baixo, abandonando o chão e passando a fixar seus olhos no belo rosto do amado.

Contudo, uma expressão cansada, sisuda e monstruosa ocupou os traços dele. Um desconhecido surgiu, de súbito, substituindo a figura encantadora que antes estava presente. O terror dominou-a, de forma que, num impulso, libertou-se dos braços do novo indíviduo, que apresentava facetas odiosas.

Sem hesitar, ergueu a mão esquerda e a enterrou no rosto do sujeito, fazendo um estrondoso som. A mão da garota permaneceu marcada ali, na face do estranho. Por quê ele viera perturbar com sua presença, substituindo o tão belo moço de antes?

É incrível como um simples toque muda tempo e espaço. Uma simples questão de segundos.

Num movimento ágil, o homem de expressões severas empurrou, usando ambas as mãos, o corpo de Myuuri, jogando-a escadaria abaixo.


O tempo parou.

A delicada borboleta rompeu-se do chão.
Sua mão esticou-se, desejando que a mão do indíviduo agarrasse-a e puxasse seu corpo de volta.
Mas isso não aconteceu.
Fechou os olhos. Seria morte certa, e se não fosse, o estrago que a queda causaria faria com que ela mesma tirasse sua própria vida.





Mas o pesadelo se desfez, e ela acordou, em seu quarto.
Abriu os olhos. Apalpou rapidamente a cama. Realidade. Aquilo que no início fora um sonho, tornou-se um pesadelo mais tarde, mas finalmente havia se encerrado.

Sem murmurar qualquer palavra, levantou-se, seguiu até o móvel mais próximo, e sentou-se em uma poltrona vermelha. Aconchegante. Ainda era madrugada, e sentia-se cansada e fraca, porém, decidiu que não dormiria até o sol nascer. Não sonharia mais com o mesmo pesadelo.

Mas ter de suportar os olhos pesados estava sendo muito mais difícil do que imaginara. E quando estava prestes a adormecer novamente, sentiu um calor envolver seu corpo. E a cada instante, tornava-se mais quente. Queimava, e mesmo que não existisse rastro algum de nada na poltrona, tamanho era o sofrimento. Quando o calor insuportável chegou ao seu limite, e as lágrimas de dor banhavam o rosto de Myuuri, um clarão que cegava os olhos iluminou o dormitório. E a escuridão tomou lugar, num silêncio amedrontante.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Apesar de não ser tão intenso quanto antes, ainda queimava. A neve concentrada em seu rosto bloqueava sua respiração. Após alguns instantes, levantou-se, observando ao seu redor.

Uma belíssima campina coberta por neve. A mais doce neve. Uma brisa suave e refrescante atingia seu corpo. Visualizou o local, observando ao seu redor, de forma a procurar uma figura que pudesse explicar o que estava havendo. Mas a brisa gentil a convidava para aconchegar-se ali mesmo. Não hesitou, dirigindo-se até uma árvore e deitando-se.

As explicações sobre os jovens adormecidos próximos da garota, as interrogações aos responsáveis por tudo aquilo e as discussões sobre como livrar-se daquela misteriosa campina viriam mais tarde, quando ela acordasse novamente.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.kaleidostar.forumeiros.com
Alice
Lady Alice
Lady Alice
avatar

Mensagens : 564
Pontos : 22018
Data de inscrição : 18/06/2009
Idade : 23
Localização : No meu mundinho azul =DD
Sobre mim : - Nee-chan da Suigintou~
- Pessoa feliz
- Adoravelmente chata -q
- Divertida .-.
- Totalmente dramatica D:
- Eternamente fantasma vampira (Y)

MensagemAssunto: Re: [Introdução]Início do Jogo   Qua Abr 21, 2010 11:45 am



- Talvez eu não devesse ter ficado na chuva... - Sussurava o garotinha, enquanto tossia -"Não irei ficar resfriado..." - Ele repetia o que ele tinha dito a algum tempo atráz - EM O QUE EU ESTAVA PENSANDO!? Baka...

Soulless estava sentado na calçada, em frente a um pequeno bar - que se encontrava fechado - Enquanto esperava a chuva passar.

Sua mão começou a tremer, estava ficando escuro. Não gostava nada do escuro.

Abaixou sua cabeça e fechou seus olhos. Numa tentativa de não perceber o que havia em seu redor.

~~~~~~~~~~~~~~


Ele não sabia o motivo, mas estava deitado no gelo...?
Aquilo era impossível... Ou talvez não...
Durante sua vida toda conviveu com o impossível, ser "teletransportado" não seria muito diferente para ele.

Soulless foi abrindo os olhos lentamente. Observou em volta e viu a grande vastidão de neve branca, mas o frio não deixava-o se mexer. Desistiu de tentar sair dali. Ficou olhando a neve, enquanto pensava em como sair daquele lugar.

- Morrer aqui não seria nada bom - E lá estava ele, falando com sárcasmo novamente. - Alguns diziam que eu era tão frio quanto a neve. Acho que não sou tanto quanto esse lugar...






Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://myanimecity.forumais.com
Alyss
Royalty
Royalty
avatar

Mensagens : 103
Pontos : 16819
Data de inscrição : 31/12/2009
Idade : 22
Sobre mim : '-'

MensagemAssunto: Re: [Introdução]Início do Jogo   Qua Abr 21, 2010 7:48 pm


Yami percebera que a menina que havia posto ao lado da árvore tinha acordado. Sentou-se próxima a ela esperando alguma reação.

- Obrigada. - disse a menina enquanto a fitava.

- Não precisa agradecer. - respondeu ela, sorrindo.

A garota tinha uma voz melodiosa, era realmente muito bonita. Yami pensou em elogiá-la, mas pensou que seria algo como falta de educação, e decidiu ficar quieta. Seus "instintos" pareciam ter voltado, estava enchergando as auras como normalmente enchergava, conseguia ver o contorno azulado das pessoas. Percebeu que, quase todos estavam acordados. Das sete pessoas que havia visto jogadas na neve, cinco ou seis já tentavam se refugiar nas árvores.

Tentando se descontrair e esquecer do frio que a pouco quase tomou conta de sua conciência, Yami alargou seu sorriso e deixou-o o mais amigável possível enquanto voltava a conversar com a menina de antes.

- Qual é o seu nome? - perguntava a menina, curiosa para saber o nome da dona daquela linda voz.



~Sankyu Sui-chan. <3


Última edição por Alyss em Sex Abr 23, 2010 6:14 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Holie Elric ~
Sweet Human
Sweet Human
avatar

Mensagens : 31
Pontos : 15452
Data de inscrição : 22/03/2010
Idade : 24
Localização : Central - Amestris

MensagemAssunto: Re: [Introdução]Início do Jogo   Qui Abr 22, 2010 8:02 pm



Acordou tonta, a dor de cabeça havia passado e não sentia mais febre, seus olhos estavam embaralhados de tanto dormir. Colocou um pouco de neve na boca, cuspiu fora, pereceu congelar o cérebro.
Viu algumas cores diferentes mais ao fundo, esfregou os olhos e esperou um momento com a cabeça baixa. Ao levantar viu as pessoas que antes dormiam agora acordadas e próximas as árvores. Não pareciam felizes.
Foi até lá, andando vagarosamente e esfregando os braços por causa do frio. Sentou-se encostando as costas no tronco de uma àrvore, estava mais próxima a uma garota de cabelos longos e castanhos Myuuri, ouviu duas garotas conversando mais ao lado, mas decidiu ficar calada.
Passou a mão no rosto, sentindo o band-aid que ainda estava ali. Sua mão estava vermelha, a ponta dos seus dedos ficaram roxas. Encolheu-se, dobrando as pernas, encostando a testa nos joelhos e abraçando sua pernas com os braços. Estava apenas com os olhos de "de fora", observando a neve branca. Não estava com sono, apenas passou a refletir assim, ouvindo uma suave melodia que alguém tocava ao fundo.
Não sabia onde estava, mas por algum motivo ela e os outros haviam chegado ali. Não sabia como, mas estava com um pressentimento de que logo todos descobririam...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
honoka25
Sweet Human
Sweet Human
avatar

Mensagens : 79
Pontos : 15888
Data de inscrição : 29/12/2009
Idade : 22
Localização : Garden of light

MensagemAssunto: Re: [Introdução]Início do Jogo   Qui Abr 22, 2010 10:20 pm



Avril, embora longe, já percebera que havia mais pessoas ali. Viu algumas conversando, mas viu uma menina sentada que parecia ter frio e tinha band-aid no rosto. Parou de tocar e levantou-se, foi até ela sem que seus pés fizessem som.
Seus cabelos eram longos e batiam no chão, enchendo-se no neve. Tinha certeza que se a menina estivesse delirando iria pensar que ela era um anjo, já que não seria a primeira vez que isso aconteceria.
Ao chegar para a menina (Minna), perguntou com sua voz sempre calma e melodiosa:

- Você está bem? Quer ajuda? - perguntou como sempre fazia com seu pai, ou seja, calma e prestativa. Segurava a harpa com força e sorria.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Istyar
Cute Human
Cute Human
avatar

Mensagens : 104
Pontos : 15808
Data de inscrição : 18/02/2010
Idade : 28
Localização : Over the hills and far away.
Sobre mim : Paranóica, fanática, Heróica, simbolica. :3



MensagemAssunto: Re: [Introdução]Início do Jogo   Sex Abr 23, 2010 3:04 pm




Sede. Era tudo em que sua mente se focava, e cada vez mais se perguntava como saciá - la. Não ligava se as outras pessoas estavam conversando entre si. Não fazia seu estilo se desesperar por tão pouco. Nunca fez, na verdade. Como se em suas veias corresse gelo, em vez de sangue. Não ligava se todos estavam de pé, e principalmente, se o criador de toda aquela bagunça estava ou não entre eles. Queria água, e não perderia seu tempo lidando com aquelas questões.

Isso a fez deixar pra trás as árvores mais aquecidas e atrativas, onde todos iam pra se esquentar, pra se enbrenhar no frio congelante da parte mais coberta de neve da floresta. O cheiro das flores era ausente. As folhas brilhavam num verde jade fraco, efêmero. Arancou uma grande ponta de gelo de um galho maior de uma delas, quebrando sua ponta e deixando a água dissolver em sua boca.


Citação :
Morrer aqui não seria nada bom - E lá estava ele, falando com sárcasmo novamente. - Alguns diziam que eu era tão frio quanto a neve. Acho que não sou tanto quanto esse lugar...


A voz dele entrou em seus ouvidos, quase impossível de ser negada. Achava que ia morrer em meio a neve? Exatamente como... Hm. O choque dos olhos extremamente azuis e dos vermelhos não durou muito. Retirou o casaco negro, vestindo - o nele. Abriu a boca pra dizer alguma coisa, mas calou - a em seguida. Não acrediatava que iria fazer isso.

O apoiou em seu ombro, e segurou firme em sua cintura pra não cair. Passo por passo, foi em direção a parte mais segura da floresta. O deixou repousando debaixo do sol, o que combinando ao casaco, o faria descongelar. As flores ao redor emitiam um perfume místico.

Simplesmente não aguentava mais.

_ Ei, você ai. Eu te ouvi antes dizendo que era frio, né? Bom, se você quiser andar de novo, torça pra que não. Se vire por enquanto.

E - sem dignar mais um olhar sequer pra trás - voltou ao ponto de origem, agora com o rosto completamente descoberto.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Alice
Lady Alice
Lady Alice
avatar

Mensagens : 564
Pontos : 22018
Data de inscrição : 18/06/2009
Idade : 23
Localização : No meu mundinho azul =DD
Sobre mim : - Nee-chan da Suigintou~
- Pessoa feliz
- Adoravelmente chata -q
- Divertida .-.
- Totalmente dramatica D:
- Eternamente fantasma vampira (Y)

MensagemAssunto: Re: [Introdução]Início do Jogo   Sab Abr 24, 2010 8:00 pm



Citação :
Retirou o casaco negro, vestindo - o nele. Abriu a boca pra dizer alguma coisa, mas calou - a em seguida. Não acrediatava que iria fazer isso.

O apoiou em seu ombro, e segurou firme em sua cintura pra não cair. Passo por passo, foi em direção a parte mais segura da floresta. O deixou repousando debaixo do sol, o que combinando ao casaco, o faria descongelar. As flores ao redor emitiam um perfume místico.

Simplesmente não aguentava mais.

_ Ei, você ai. Eu te ouvi antes dizendo que era frio, né? Bom, se você quiser andar de novo, torça pra que não. Se vire por enquanto.

E - sem dignar mais um olhar sequer pra trás - voltou ao ponto de origem, agora com o rosto completamente descoberto.

O mínimo de calor que se passava pelo seu corpo fazia-o sentir-se muito melhor.
Ele queria agradecer a garota mas a única frase que conseguiu emitir foi "senpai... baka...", e sorriu, por um milésimo de segundo, enquanto via a garota se afastar.
Porque aquela garota estaria o ajudando? "Pena, é claro..." - pensou ele

Idiota! Fazendo os outros sentirem pena desse modo...
Ele odiava que as pessoas sentissem pena dele. Mas, de algum modo, ele era agradecido a aquela garota.

Um fardo... Era apenas para que ele servia.

Ele olhou ao redor, verificando o local, enquanto se aquecia com o casaco daquela garota, que agora ele pensava ser louca por dar o seu casaco para um completo estranho.
Lentamente foi recuperando os movimentos. Cada vez mais ele podia sentir seu corpo se esquentar. Logo ele poderia voltar a andar e entregar o casaco para a garota, mas por enquanto não conseguia sair dali.






Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://myanimecity.forumais.com
Holie Elric ~
Sweet Human
Sweet Human
avatar

Mensagens : 31
Pontos : 15452
Data de inscrição : 22/03/2010
Idade : 24
Localização : Central - Amestris

MensagemAssunto: Re: [Introdução]Início do Jogo   Seg Abr 26, 2010 7:36 pm



honoka25 escreveu:
Ao chegar para a menina (Minna), perguntou com sua voz sempre calma e melodiosa:

- Você está bem? Quer ajuda? -perguntou como sempre fazia com seu pai, ou seja, calma e prestativa. Segurava a arpa com força e sorria.
Minna levantou o rosto rapidamente, não ouvira a garota chegar até ali, seus olhos alcançaram primeiramente a arpa e percebeu que o som havia parado, era ela quem estava tocando.
Tinha a sensação de que cada célula de seu corpo tremia, a maior parte por nervosismo. As lembraças do último dia que ficou nervosa assim lhe tomaram a mente, mas logo afastou-as com força, era passado, não existe um modo de mudá-lo.

- Estou bem. - Falou finalmente, com os dentes cerrados. Mas, sentiu um pequeno calor, de dentro. Soprou as mãos, seu hálito estava quente. Voltou a olhar a garota de cabelos loiros a sua frente, agora com um sorriso no rosto, mas, que mesmo com as mãos na frente de sua boca, era percebido pelas bochechas e seus olhos, agora com um pouco de esperança. - Me chamo Minna, acho que é bom começarmos a fazer as apresentações, e você como se chama? Estenderia a mão se não estivesse tão quentinho assim. - Aumentou o sorriso, suas bochechas não pareciam mais congeladas e agora seu corpo não tremia tanto, estava se controlando, com exceção de um segundo ou outro.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
honoka25
Sweet Human
Sweet Human
avatar

Mensagens : 79
Pontos : 15888
Data de inscrição : 29/12/2009
Idade : 22
Localização : Garden of light

MensagemAssunto: Re: [Introdução]Início do Jogo   Seg Abr 26, 2010 8:12 pm



Avril olhou a menina e deu graças a Deus por ela não a ter confundido com um Anjo. Percebeu que a ela estava melhor e respondeu-lhe apertando a mão:

- Me chamo Avril, mas pode me chamar de Av. É assim que todos me chamam. Tem idéia de onde estamos? Quer dizer eu acordei aqui e pensei que tinha morrido. Agora eu penso que estou viva e não tenho mais certeza. - disse meio eufórica no final, afinal ela não sabia mesmo e estava completamente perdida.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lutie
Sweet Human
Sweet Human
avatar

Mensagens : 72
Pontos : 15995
Data de inscrição : 24/10/2009
Idade : 21
Localização : Somewhere.

MensagemAssunto: Re: [Introdução]Início do Jogo   Seg Abr 26, 2010 11:48 pm


Acordou, enfim. Seus olhos abriram lentamente. Respiração levemente acelerada, mas ainda assim, sentia-se bem. O cansaço fora embora, e a refrescante brisa do frio que atingia seu rosto era muito agradável.

Espreguiçou-se, pressionando ambos os pés no chão coberto por neve, e impulsionou-se para cima. Dirigiu-se para longe da árvore, desejando observar o local em que se encontrava. Sequer olhou para trás, para toda aquela gente.

O frio a convidava para mais um doce sono, mas manteve-se rígida, sem vacilar. Radiante, seus olhos brilhavam, estava corada e bonita, seu hálito exalava vapor. As mãos permaneciam aquecidas nos bolsos de suas vestes. Expressão alguma ocupava seu rosto.

Em um dado momento do percurso, parou, fixando o olhar no nevoeiro. Trazia lembranças irritantes, e que infelizmente não foram apagadas pelo tempo. Fechou ambos os olhos, deitando-se na neve, mas desta vez, acordada, perdida em pensamentos.

-----------------------------------------
Post trash, argh x.x
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.kaleidostar.forumeiros.com
Elyss
Lady Elyss
Lady Elyss
avatar

Mensagens : 510
Pontos : 21355
Data de inscrição : 21/10/2009
Idade : 21
Localização : Planeta do pudim planejando dominar o mundo, hoho~
Sobre mim : Le encosto do fórum, que está em todos os cantos.

Don't touch in Patchy-nee & Gin-chan, they're mine \õ/
Only mine >3


MensagemAssunto: Re: [Introdução]Início do Jogo   Sex Abr 30, 2010 4:34 pm

Com o acordar de todos os jovens uma brisa forte e mais fria se comparada às outras veio. Alguns tiveram de tampar os olhos pela irritação outros ignoraram o vento. Nada é o que parece ser. A brisa veio e o farfalhar das árvores foi inevitável, fazendo com que o cheiro de pinho se espalhasse no ar.
Um farfalhar mais longo, suspeito, veio de um arbusto grande na entrada da floresta. Ninguém percebeu... Somente uma pessoa: Myuuri. O espanto da garota fez com que o barulho se calasse no mesmo instante, como se não houvesse mais nada ali.
--


Beatrice estava um tanto distraída. Olhava para o campo coberto de neve e ao mesmo tempo em que o estudava também o admirava. Em todos os livros geográficos que lera aquela paisagem parecia não se encaixar na maioria dos lugares que seriam próximos ao que ela estava. Então como fora parar ali?

- Não precisa agradecer - respondeu ela, sorrindo.
- Ãnh?

A garota de cabelos azuis não escutou direito pelo fato de estar distraída, quase se esquecera da presença da garota enquanto pensava. A única coisa que disse de volta foi como um reflexo rápido para responder à garota de lindos olhos azuis.
Por um momento Beatrice só ficou observando as outras pessoas ali, não conseguiu distinguir mais ninguém preso na neve que já havia se levantado. Antes que ela voltasse a pensar sobre onde estavam a garota ao seu lado voltou a falar.

- Qual é o seu nome? - perguntou a menina, curiosa.

Beatrice olhou para ela por um momento e logo depois deu um pequeno sorriso, se enturmar seria uma boa idéia para descobrir de uma vez que lugar era aquele.

- Meu nome é Beatrice - ela respondeu. – E seu? – ela perguntou de volta e ficou esperando a resposta da garota.
--
[EDIT: minna, só porque o início do post foi direcionado a Lutie não quer dizer que tenhamos de esperar o post dela .-.'
Podem ir postando, preguiçosos u_ú/ -q]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Istyar
Cute Human
Cute Human
avatar

Mensagens : 104
Pontos : 15808
Data de inscrição : 18/02/2010
Idade : 28
Localização : Over the hills and far away.
Sobre mim : Paranóica, fanática, Heróica, simbolica. :3



MensagemAssunto: Re: [Introdução]Início do Jogo   Sex Set 10, 2010 8:12 pm



Agora sem o casaso, Harumi se dirigiu ao meio do local onde estava, por que não tinha mais o privilégio de poder ficar sozinha na parte mais cheia de gelo. Se fosse pra lá agora, congelaria. Não queria socializar, então a parte mais quente era inadimissível. A do meio era razoável. Sentou - se baixo de uma árvore e se acomodou confortavelmente na neve. Refletiu um pouco. Admitiu pra si mesma que foi um pouco impulsiva - e mais que um pouco idiota - de ter dado seu casaco quentinho a um completo estranho. Mas, depois do que vivera, não seria capaz de deixar ninguém quase morrendo de frio na neve. Isso havia quase acontecido com ela uma vez, e ela não iria cometer o mesmo erro de seus Irmãos, querendo Deus ou não.


Também escutou Haru, que estava feliz pela neve ao redor, e observou que brisas mornas atingiam em cheio aquela parte, o que era curioso por se tratar de um lugar cheio de gelo. Elas foram intercaladas por uma brisa anormalmente fria e não - natural, mas que parecia complementar o local. Relaxou consideravelmente vendo o garoto em segurança do outro lado. Gostava do lugar. Olhou pra cima, pras folhas verde - jade reluzindo ao sol, e sorriu de canto. Fechou os olhos e escutou, simplesmente.

Escutou os diversos tipos de conversa no local, o farfalhar das árvores, o bater das asas de uma ave no céu. E se sentia tão relaxada que poderia quase dormir novamente.

___________________________________

[Post supondo que não preciso esperar Myuuri postar, claro. ]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: [Introdução]Início do Jogo   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[Introdução]Início do Jogo
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
My Anime City :: Splendid World-
Ir para: